Operação Asfixia combate transporte pirata no DF/GO

Ação no entorno visa coibir prática ilegal

Publicado em 18/06/2018 21:44 | Atualizado em 18/06/2018 18:44
| Compartilhe:

A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT), juntamente com os policiais do Batalhão de Trânsito (BPTran) e do Batalhão Rodoviário da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), organizou, nesta segunda-feira (18/6), mais uma operação de combate ao transporte clandestino realizado em veículos de passeio, oriundos de cidades do entorno do Distrito Federal e Goiás.

A Operação Asfixia teve o objetivo de flagrar e coibir essa prática irregular, que coloca em risco a vida dos passageiros que utilizam esse tipo de transporte ilegal, com poucas condições de segurança, em veículos mal conservados, pneus carecas, com documentos atrasados e condutores, muitas vezes, inabilitados.

Durante a ação que apanha os transportes ilícitos, foram apreendidos e recolhidos para depósito 13 veículos, foram aplicadas 20 autuações pela ANTT, além de o BPTran ter lavrado sete Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) e duas relacionadas ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).     

“As operações de combate ao transporte clandestino são importantes para conscientizar as pessoas a respeito dos riscos que correm ao utilizar esse serviço. A parceria feita entre a ANTT e a PMDF nessa operação vem para fortalecer as instituições, além de prestar um melhor serviço à sociedade”, diz o fiscal da ANTT Jesiel Junior.

O valor da autuação para quem for flagrado realizando o transporte clandestino é de R$ 6.744,48. O infrator também terá seu veículo apreendido por 72 horas, em pátio credenciado da ANTT, e outras penalidades previstas na Resolução nº 4.287/14.